Entenda o que é realidade aumentada e conheça suas vantagens e aplicações na indústria 4.0.

A indústria 4.0 une os ambientes de produção a sistemas ciberfísicos e é marcada por diversas inovações tecnológicas que facilitam e aceleram os processos produtivos na fábrica. Entre elas, estão a Inteligência Artificial (AI), Internet das Coisas (IoT), impressão 3D, robótica, Big Data e um outro recurso muito útil e interessante: a Realidade Aumentada (RA).  

Ao combinar informações em tempo real e projeções visuais como vídeos, infográficos e animações em 3D, essa tecnologia permite projetar cenários virtuais no mundo físico. Para isso, além da internet, são utilizados sistemas, sensores, câmeras e, em alguns casos, até mesmo óculos de realidade virtual.

A seguir, veja em quais situações a realidade aumentada é aplicada e saiba porque ela é tão vantajosa para a indústria 4.0.

Leia também: Indústria 4.0 no Brasil: oportunidades e desafios.

Aplicações da realidade aumentada

Os recursos da realidade aumentada podem fazer toda a diferença em processos, na manutenção e nos treinamentos de equipes, proporcionando mais agilidade, eficiência e economia a cada etapa da indústria. 

Processos e produção

Em conjunto com a internet das coisas, a realidade aumentada pode ser aplicada na operação de máquinas, facilitando o acompanhamento da produção. Funciona assim: com o auxílio de uma câmera, é possível consultar dados sobre uma máquina ou equipamento em tempo real, incluindo sua temperatura e níveis de eletricidade. Outra possibilidade é a “visão de raio X”, que mostra a localização exata das peças internas de máquinas e equipamentos

Tudo isso torna o trabalho do operador mais preciso e também permite que o gestor acesse as informações mesmo de longe, facilitando a tomada de decisão — que pode ser feita a partir de dados atualizados — e otimizando a produção.

Se necessário, os operadores podem, ainda, contar com o apoio remoto de especialistas. Afinal, a realidade aumentada permite que esses profissionais visualizem a máquina como se estivessem presentes no local, prestando todas as orientações necessárias aos trabalhadores sem precisar se deslocar até lá. Mais uma vez, o recurso aumenta a eficiência e agiliza a produção.

Manutenções e segurança

Com aplicativos que sobrepõem instruções ao campo de visão, a realidade aumentada permite substituir manuais impressos e em PDF por orientações interativas que facilitam muito o trabalho do operador, agilizando a manutenção industrial.

Além disso, a tecnologia também é muito útil na manutenção preventiva, já que pode identificar possíveis falhas antes mesmo que elas se tornem problemas, o que seria bem mais trabalhoso e custoso para a empresa. Esse tipo de manutenção também garante mais segurança para o operador, evitando acidentes com máquinas em mau funcionamento.

Outra alternativa para a manutenção é a realidade mista, em que o trabalhador visualiza os dados necessários através de óculos especiais, o que o permite manter as mãos livres para continuar o trabalho simultaneamente. Bem mais prático do que parar a produção cada vez que precisa de uma nova informação, não é? 

 Treinamentos e capacitações

Os treinamentos e capacitações são constantes e essenciais para aprimorar o conhecimento dos colaboradores da indústria. Por isso, quanto mais completos forem, melhor.

A partir de simulações dos processos industriais, é possível realizar esses treinamentos e capacitações de forma muito mais realista e precisa. Afinal, a realidade aumentada permite a projeção de máquinas e equipamentos para que os técnicos se habituem com o  funcionamento de cada uma delas de forma controlada, facilitando seu aprendizado e ganhando mais confiança antes de entrar em ação.

Outra vantagem é que esse tipo de treinamento pode ser realizado remotamente, permitindo compartilhar informações de qualquer lugar em que os profissionais estejam.

Experiência do consumidor

Você já percebeu que a realidade aumentada é muito utilizada na produção da indústria 4.0, mas é importante saber que ela vai além dos processos produtivos. Essa tecnologia também pode ser utilizada para aprimorar produtos, melhorando a experiência do consumidor. 

Jogos de celular, filtros de redes sociais e aplicativos de simulação de ambientes da casa que facilitam a escolha de cores são só alguns exemplos do que a realidade aumentada pode fazer pelos clientes. Portanto, é essencial considerar esse recurso na criação de novos produtos e serviços, que pode ser um diferencial e tanto nos negócios.  

 As vantagens da realidade aumentada

Conhecendo todos os recursos da realidade aumentada, já é possível perceber que ela traz diversas vantagens para a indústria 4.0. São elas:

Aprimoramento de processos e procedimentos de fabricação: com informações em tempo real e de fácil visualização, é possível tornar boa parte dos processos produtivos da indústria mais fáceis, ágeis e precisos.

Melhora na produtividade dos funcionários: com processos mais fáceis e ágeis, os trabalhadores da indústria conseguem ser mais eficientes em suas tarefas, reduzindo o tempo de execução de cada atividade e entregando mais resultados em menos tempo.

Diminuição nos custos de produção: como consequência da melhora na produtividade, os custos de produção são reduzidos.

Previsão de possíveis falhas e problemas: a facilidade de acesso a informações atualizadas e precisas permite prever possíveis problemas, reduzindo erros nos processos e evitando maiores problemas. 

Mais segurança para os trabalhadores: a redução de erros nos processos e a possibilidade de aprimorar a manutenção preventiva das máquinas e equipamentos garante mais segurança para os trabalhadores da indústria.

Depois de conhecer todas as suas vantagens, já dá para dizer que vale mesmo a pena investir na realidade aumentada. A tendência vem ganhando cada vez mais espaço na indústria 4.0 e na criação de novos produtos e serviços e chegou para ficar.   

E na sua empresa? Já é aplicada alguma tecnologia da indústria 4.0 ou até mesmo as tecnologias de realidade aumentada? Para saber mais sobre esse tema, leia outro dos nossos conteúdos e veja também como a indústria 4.0 pode chegar à sua fábrica.

Nanotecnologia