Chapas de drywall ou paredes de alvenaria? Chapas de gesso standard ou com fibras de vidro? Resistência ao fogo ou à umidade? Tire todas suas dúvidas!

Ótimo substituto das paredes de alvenaria em ambientes internos, o drywall é tendência nos lares brasileiros. O material chegou ao Brasil em 1970 e, apesar de ser extremamente popular em países como Estados Unidos, ainda está conquistando seu espaço por aqui.

O drywall (“parede seca”, em tradução livre) faz juz ao nome: por tratar-se de chapas de gesso, dispensa o uso de água e gera o mínimo de resíduos na instalação. Mas ele é, afinal de contas, um bom investimento? Descubra aqui, em detalhes, o que é drywall, como pode ser usado e quais as principais vantagens e desvantagens de utilizá-lo na sua obra.

O que é drywall?

O drywall é um material formado da mistura de gesso com água e alguns aditivos, inserido entre duas chapas de papel acartonado. Isso faz com que as chapas sejam sólidas, leves e muito mais econômicas do que uma parede de alvenaria. É um sistema de vedação, não estrutural. Na maioria das vezes, ele já vai pronto para a obra, e em alguns casos até dispensa o uso da argamassa.

Tipos de drywall

Existem três modelos de chapas de drywall, diferenciados por suas cores. Cada chapa é desenvolvida para aplicações em ambientes específicos. Importante: o lado colorido sempre deve estar voltado para o acabamento da instalação.

Conheça cada modelo e saiba como escolher o ideal para sua obra.

Chapas de drywall brancas (ST – standard)

São as chapas de gesso padrão, utilizadas exclusivamente em ambientes secos, como paredes e forros de tetos.

Chapas de drywall rosas (RF)

Possuem adição de fibra de vidro, por isso são resistentes ao calor do fogo. São comumente utilizadas em bancadas para cooktops, lareiras ou fogões.

Chapas de drywall verdes (RU)

Possuem adição de silicone e aditivos fungicidas, por isso são os únicos modelos resistentes à umidade e ao bolor. São ideais para aplicação em banheiros, áreas de serviço e cozinhas.

Isolamento térmico e acústico

A camada de isolamento térmico ou acústico deve ser colocada dentro da parede de drywall, entre as duas chapas de gesso. O sistema é fácil de aplicar e os isolantes podem ser sintéticos (placas de isopor, espumas rígidas de poliuretano); fibrosos (lã de rocha, lã cerâmica, lã de vidro); ou granulados.

Isolantes acústicos: abafam de 38 a 47 decibéis.

Isolantes térmicos: o uso do drywall, por si só, já oferece um ótimo conforto térmico ao ambiente. A inserção de isolantes amplia essa capacidade e mantém uma boa temperatura tanto em regiões quentes quanto frias.

Como instalar o drywall?

A instalação é simples, especialmente em relação às tradicionais paredes de alvenaria. Duas chapas de gesso são aplicadas em estruturas metálicas, de aço galvanizado, que são fixadas ao teto, chão e demais paredes – entre elas, os materiais fibrosos, sintéticos ou granulados são colocados para oferecer isolamento acústico e térmico. Lembre-se de contratar um especialista para instalar!

Passo a passo da instalação (resumido):

    • Fixe as guias (estruturas metálicas);
    • Insira o isolamento térmico e/ou acústico;
    • Instale as chapas do outro lado;
    • Passe massa na divisão entre cada chapa de drywall;
    • Finalize lixando o rejunte para dar o acabamento.

Como fazer reparos?

Fissuras: limpe a área, aplique a massa específica nas juntas e coloque uma fita de papel microperfurada. Depois, passe outra camada de massa e, ao secar, lixe e pinte.

Buracos grandes: retire a parte quebrada e, com parafusos específicos, instale perfis metálicos na parte interna. Aplique a nova chapa, passe massa nas juntas e coloque fita de papel microperfurado. Finalize com mais uma camada de massa, lixe e pinte.

Buracos pequenos: limpe a área e preencha o buraco com massa MAP. Repita quantas vezes for preciso. Após secar, lixe e pinte.

Fixadores e produtos para drywall

Os fixadores para construções a seco têm cabeça em forma de trombeta para não danificar o gesso ou estragar o acabamento. A ponta “agulha” permite a fixação de placas à estrutura de perfis de chapa de até 0,9 mm. Para instalação em estruturas de espessura maior, há parafusos com perfil de “ponta broca”.

Os produtos da linha Ciser para drywall são feitos de aço baixo carbono cementado, material que não sofre deformação. Para fixação de placas de gesso acartonado, há parafusos com acabamento superficial com fosfatização. Conheça nossa linha completa.

Onde encontrar as peças?

Opte por produtos Ciser em lojas de:

    • Construção civil;
    • Decoração;
    • Acabamentos;
    • Home offices.

Principais dúvidas sobre a construção a seco

Qual o limite de peso suportado pelo drywall?

Até 10 kg, em média. De 11 a 18 kg, as peças devem ser aplicadas nas estruturas metálicas. Acima disso, especialmente a partir dos 30 kg, os objetos devem ser instalados em reforços de madeira ou aço galvanizado, entre as guias. Com o planejamento correto, as paredes de drywall podem suportar até 400 kg!

Como fazer a instalação hidráulica e elétrica?
As instalações são feitas normalmente, sem afetar a estrutura do ambiente, por dentro das chapas de gesso. Para acessá-las basta fazer cortes nas chapas.

É possível instalar portas e janelas?
Sim! Mas, assim como em paredes de alvenaria, a instalação de portas e janelas deve ser prevista na montagem inicial.

É possível aplicar acabamentos, como azulejos?
Sim. Para isso, é apenas necessário utilizar massa específica para fixar os acabamentos ao drywall.

Qual é o custo médio de uma chapa drywall?
O valor sofre alterações de acordo com regiões e fornecedores. Em média, o preço do m² da chapa de gesso standard já aplicada é de R$ 70 para paredes e R$ 55 para forros -muito mais em conta do que paredes de alvenaria, com preços a partir de R$ 90.

Vantagens do drywall

    • Ganho de área útil, devido à fina espessura da chapa;
    • Instalação rápida, fácil e limpa;
    • Mais econômico, em relação a paredes de alvenaria;
    • Reduz o esforço de mão de obra, permitindo instalações elétricas e hidráulicas sem quebrar toda a parede;
    • Material demolido pode ser reaproveitado;
    • Fácil instalação de isolamentos acústicos e térmicos;
    • Também podem receber acabamentos;
    • Chapas de drywall rosas possuem resistência ao calor do fogo;
    • Chapas de drywall verdes possuem resistência à umidade e ao bolor.

Desvantagens do drywall

    • Baixa resistência;
    • Indicado apenas para ambientes internos;
    • Não suporta objetos acima de 10 kg, em média, sem reforço na estrutura.

Como podemos ver, o sistema drywall possui muitas peculiaridades. Um material que se assemelha visualmente à alvenaria, mas possui características extremamente diferentes, tanto em sua fórmula quanto na técnica de aplicação: é mais leve, mais barato e com menor espessura. Aposte no drywall e utilize produtos Ciser para garantir a segurança e eficiência!

Leia também: Como pendurar quadros pesados na parede

Produtos mais vendidos na Ciser