Descubra quais são os tipos de buchas mais utilizados e conheça as funções de cada modelo.

Você já deve ter precisado pendurar algo na parede, seja uma simples prateleira para colocar livros ou um suporte mais robusto para objetos maiores, como a televisão. Para isso, você deve escolher não apenas o parafuso ideal, mas também um suporte que garanta a fixação e a aderência das peças na parede.

É nessa parte de um projeto que entram as peças conhecidas como buchas, peça na qual é inserido o parafuso. As buchas existem em diversos modelos, materiais e tamanhos, servindo para fixar diferentes tipos de projetos e pesos, seja com 10 kg, 30 kg ou 50 kg.

Neste artigo, conheça os tipos de buchas mais usados e saiba para quais situações eles são mais indicados. Antes, porém, vamos falar sobre o que é importante observar para fazer uma boa escolha.

Como escolher a bucha certa?

Como você já sabe, existem vários tipos de buchas, o que pode dificultar a escolha dos materiais certos na hora de planejar ou executar um novo projeto. Portanto, para fazer a aquisição certa, é importante levar em consideração 3 fatores: 

  • local de fixação;
  • carga máxima suportada;
  • tamanho do parafuso escolhido

Esses itens determinarão o material da bucha, o formato e o tamanho da peça necessária para fixar um objeto.

Os principais locais de fixação das buchas, também conhecidos como “bases de ancoragem”, são tijolo oco, bloco de concreto, concreto ou tijolo maciço, divisórias em geral, superfícies metálicas, buchas metálicas, forro de gesso e parede de drywall.

Quais são os principais tipos de buchas?

Tipos de Buchas: conheça 9 tipos e aplicações

Agora que você já sabe o que é necessário observar na hora de escolher uma bucha e fixar algo, veja os principais tipos desse material e saiba como usá-los.

1. Bucha convencional A

Um dos tipos mais utilizados de bucha é a Bucha Convencional A. Fabricada em poliamida  o famoso nylon —, tem alta durabilidade. Ou seja, dificilmente resseca ou se quebra. Por isso, é ideal para instalações mais leves e para a fixação em superfícies de concreto ou alvenaria maciça. 

Para instalar a bucha, é preciso furar a superfície com o auxílio de uma broca que tenha o mesmo diâmetro da bucha. Depois, basta limpar o furo, encaixar a bucha e inserir o parafuso dentro dela.

2. Bucha KT

Outro tipo de bucha bastante procurada é a KT, também conhecidas como buchas para drywall. Ela também é confeccionada em nylon, mas conta com abas para painéis. Por isso, é recomendada para divisórias e forros de gesso acartonado (drywall). Ela pode fixar suportes, quadros, espelhos, luminárias e acessórios para banheiro. 

Assim como as buchas convencionais, também têm alta durabilidade, não ressecam e não se quebram. Elas ainda vêm em três dimensões, para atender a placas de espessuras variadas. A aplicação é semelhante à da bucha anterior. Porém, na hora de inserir a bucha na superfície, é preciso pressionar as suas abas, fechando-as até que a peça esteja toda encaixada.

3. Bucha BKF

A bucha BKF é mais um modelo de nylon que é indicado para drywall. Com ponta fina, a instalação é bem rápida: ela fura e aplica em uma só instalação. Para isso, é preciso encaixar a bucha na ponta da furadeira e fazer o furo na superfície. Ao furar, a bucha já ficará presa na base. Depois, é só soltar da furadeira, inserir o parafuso e apertá-lo.

A peça é mais indicada para a instalação de quadros, espelhos e elementos decorativos.

4. Bucha OCO

A bucha OCO é produzida em polietileno, o que permite seu uso em materiais maciços e ocos. Ou seja, ela pode ser usada em aplicações diversas, como em placas de gesso, placas cimentícias, de compensado, blocos ocos e concreto — mas os materiais precisam ter mais de 6 mm de espessura.

A peça também é bastante resistente, não secando e nem se quebrando com o tempo, e pode ser encontrada em três tamanhos: nº 6, nº 8 e nº 10.

5. Bucha BUR

Outra opção de bucha de nylon para drywall são as buchas BUR. Elas também são resistentes à tração, não quebram nem ressecam com o passar do tempo e são aplicadas com grande facilidade. Sua aplicação é semelhante à da bucha BKF: é preciso encaixar a bucha na furadeira através de uma ferramenta guia, fazer o furo na parede, retirar a furadeira e inserir o parafuso. 

As buchas BUR são indicadas para instalações mais leves, como de quadros, espelhos e itens decorativos.

6. Bucha TAB

Uma opção para quem pretende fixar objetos mais pesados é a bucha TAB. Com corpo metálico e tiras plásticas, a bucha basculante é capaz de suportar altas cargas, sendo indicada para construção civil: fixações em cimentos, drywall e OSB (painel de tiras de madeira orientada). Ela pode suportar móveis planejados, estantes, suportes e mãos-francesas.

Para a fixação, deve ser feito um furo de 13mm. A peça deve ser dobrada para passar pelo furo e, após isso, se acomodará atrás da base, ficando perpendicular a ela. Depois, é preciso puxar a peça e empurrar as tiras contra a base, abrindo-as até quebrá-las. Por fim, é preciso inserir o parafuso e apertá-lo.

Conheça também os principais tipos de parafuso.

7. Bucha S

A bucha S também é uma das opções mais utilizadas por ter uma base de ancoragem versátil. Ela pode ser aplicada em materiais diversos e tipos de parede, como paredes de concreto, tijolo e alvenaria. Essa peça pode ser encontrada com abas ou sem e conta com linguetas que geram aderência no orifício instalado, permitindo que a peça se agarre na superfície e não se movimente junto com o parafuso quando ele for rosqueado.

A instalação dessa bucha é bem comum: faça um furo na parede de acordo com o tamanho e a espessura da peça escolhida. Se ela não tiver abas, o cuidado deve ser redobrado para que o furo não fique profundo demais a ponto de a bucha se perder.

Na cabeça do item vem especificado o seu tamanho, então escolha a broca da mesma espessura para garantir um encaixe perfeito no buraco, sem folgas. Depois de realizar o furo na superfície, insira a bucha. Ela estará pronta para receber o parafuso e, em seguida, o item que se deseja instalar.

8. Bucha Fu

As buchas Fu também são bastante versáteis, servindo tanto para bases de materiais maciços quanto ocos. As principais diferenças entre essa opção e as buchas S são o peso suportado por cada uma.

As buchas Fu normalmente são de nylon e indicadas para aplicação em placas de gesso e outros materiais com mais de 6mm de espessura. Já as buchas S são feitas de plástico e podem ser utilizadas em superfícies mais finas.

A instalação da bucha Fu deve ser feita da mesma forma que a da bucha S.

Tanto a bucha S quanto a Fu suportam objetos de até 15 kg. Elas são ideais para fixar quadros, trilhos de cortinas e pequenas prateleiras.

9. Bucha Ciser Extreme

A bucha Ciser Extreme é uma bucha universal, compatível com todos os tipos de parafusos, inclusive de rosca máquina. Ela é ideal para a aplicação de cargas médias e leves e se adapta a substratos ocos e maciços, seja bloco de concreto, pedra natural, tijolo refratário, bloco cerâmico, tijolo maciço, placa de gesso ou placas de gesso acartonado.

Produzida em poliamida de alta qualidade, a bucha possui quatro vias que garantem a expansão perfeita de acordo com o substrato, e sistema antirrotação, responsável por impedir que a bucha gire no furo durante a instalação. Além disso, a peça também conta com uma aba, que evita que a bucha entre no furo e garante mais praticidade na instalação.

Sua montagem é flexível, permitindo expansão, dobramento e nó. Para instalar, faça o furo no substrato, insira a bucha e, em seguida, aplique o parafuso na bucha com o devido torque. Pronto! A bucha está instalada.

Independentemente do modelo que será utilizado, é fundamental pensar na qualidade do produto, pois as buchas e os parafusos serão instalados para fixar estruturas. Ou seja, esses pequenos objetos podem passar despercebidos, mas são de extrema importância para que os projetos sejam bem-sucedidos e ofereçam segurança às pessoas.

É justamente para garantir bons produtos que a Ciser segue normas internacionais de segurança em todo seu processo fabril. Agora que você já conhece os principais tipos de buchas e sabe como utilizá-los, conheça as nossas 4 certificações de segurança!

A Fantástica Fábrica de Fixadores